sábado, 31 de dezembro de 2011

2011 - 2012

2011 foi um ano marcante.

Terminei em Março deste um ciclo kármico de 7 anos. Um ciclo no meu caminho espiritual. Que se iniciou em 2004 com o primeiro curso que frequentei da Alexandra. Embora tivesse despertado para espiritualidade alguns anos antes, foi nesse curso que vi e senti a energia de Jesus pela primeira vez. Essa foi a grande diferença. Tão grande que mudou a minha vida. Tudo o que sabia até aí, todo o conhecimento, não me tinha servido de nada. De nada. Só senti-Lo, só conhecê-Lo, só abrir o meu coração para a Sua energia é que mudou a minha vida.

Mudei de trabalho.
Mudei de casa.
Mudei de Rebordosa para Carcavelos.
Mudei de Carcavelos para o Porto.
Mudei outra vez de casa, no Porto.
Mudei para o IPO. Com o meu filho. Vivi lá um ano com o coração nas mãos.
E nunca mais deixei de viver com o coração nas mãos. E vou viver sempre assim.
Mudei para Oeiras.

Mudança atrás de mudança, ao longo de sete anos.
Perdi muito. Ganhei muito mais do que perdi. Cresci.

Sinto-me abençoada. Pelo meu filho. Pelo meu trabalho. Pelos meus amigos. Pela minha família. E pelo que mais me marcou: a presença cada vez mais forte de Jesus na minha vida. Não sou capaz, não sei, descrever o que isso representa para mim e o efeito que tem na minha vida. Transcende-me.

Este blog foi também do que mais marcante me aconteceu neste ano. Comprometi-me com Jesus a escrever. Como não acreditava que alguem me fosse ler, prometi-Lhe que escreveria para Ele. Comecei por emails para meia dúzia de amigos. Depois o blog. Onde quase não escrevia. Mas onde tinha que escrever mais. Já tinha passado quase mais de um ano e eu passava meses sem escrever no blog. Que tinha que escrever mais e divulgar. Porquê, perguntei-Lhe. Então se era para Ele que tinha que escrever porque é que tinha de divulgar. Pedi a Jesus que me enviasse então um sinal claro, como por exemplo o comentário de um anónimo ou de alguém que tivesse conhecido o blog sem ser através de mim.

Na semana seguinte tinha um comentário anónimo. De alguém que soube do blog sem ser através de mim. Aliás soube do blog sem saber que era meu. Afinal foi uma descoberta. Descobri que a anónima era a Lurdes e a Lurdes descobriu que quem escrevia era eu. Não sabiamos, mas já nos conhecíamos. E com este sinal, mais do que claro, comecei a divulgar o blog no Facebook. E estou encantada e surpreendida com todos os visitantes.

O meu compromisso é de escrever para Ele e escrever com a minha alma.
Agora percebo que se Ele me propunha que escrevesse era porque sabia que muitos se iam identificar com as minhas experiências. Muitos se iam identificar com o meu percurso.

Obrigada por me acompanharem.

2012. Começa daqui a poucos minutos.

Amor. Muito amor. Que esse amor transforme ainda mais as nossas vidas. Tudo o que está a acontecer na vida de cada um, no país, no mundo, é para que descubramos o amor. O amor por nós próprios. O amor pelos outros. O amor pela Terra. E para que descubramos que há mais do que a Terra. Há o Céu. Não estamos sozinhos.

Abram o coração e deixem a Luz entrar.

Bom 2012.


11 comentários:

Diario de um Sonho disse...

Amiga.
Este é o texto que vem dar consistência ao e-mail que te escrevi ontem. Devias escrever um livro MESMO.
Beijos Lena

Claro que devias, nao tenho duvidas, adorei o teu texto.
Como sempre sou tua fã incondicional... Amiga quando sai esse livro? quando?
são tantas amigas a pedir livro...
Livro!
Livro!
Livro!
Bj gd e adorei este teu texto...
Bom ano.
Bj gd
Lurdes Jóia

Olá amiga acho que já tinhamos falado deste assuntos sobre o livro,agora é que vai ser.
Beijinho
Rui

Olinda Cristina disse...

Olhem...fiquei a chorar...Há bocado quando ouvi as vossas vozes, já fiquei a chorar, agora outra vez...Tenho tantas saudades e gosto tanto de ti Lena, de ti Lurdes, de ti Rui..e ver-te aqui, Rui, a escrever, pela primeira vez, foi mesmo uma grande emoção para mim. Como estou feliz! Que bom começar assim o ano! Que bom! Há dias escrevi sobre a vida de ouro, e vocês são uns amigos de ouro...Estou um bocado assutada com a história do livro, porque esta semana parece que toda a gente se lembrou de falar no mesmo. BOM ANO NOVO! Beijos e abraços (ansiosa por vos abraçar mesmo, e já falta pouco).

Lurdes disse...

Amiga! Não te assustes com o livro porque ele deve estar prestes a chegar.
Quem tem vontade de chorar sou eu porque tenho uma amiga famosa... Ou melhor amigos famosos e talentosos. Em várias áreas.
Temos que combinar comemorar... Temos sempre tanto para comemorar...
Que bom!
Bj gd e Bom Ano Novo...
Lurdes Jóia

Anónimo disse...

Um bom ano novo! Eu, quando em quando, tb venho aqui lê-la e gosto muito! Continue a partilhar ...tudo de bom!
Paula

Olinda Cristina disse...

Obrigada, Paula, por me vir aqui visitar. Fico contente. Um Bom Ano Novo para si!

Olinda Cristina disse...

Lurdes, sabes que estou sempre pronta para comemorações :)

Anónimo disse...

Sou fã deste blog e destes belíssimos textos da Olinda, mas só agora tive coragem de deixar o meu comentário (apesar de já estar prometido há algum tempo).Como sabe, já faz parte da minha rotina diária vir "espreitar" este blog, à espera de um novo texto.

Um Bom Ano e continue a partilhar esse maravilhoso dom ...

Maria da Graça

Olinda Cristina disse...

Graça!!!!Que gosto que me dá!!! Que bom vê-la aqui. Uma coisa é saber que lê, outra é vê-la aqui...fico feliz! Ainda um dia vou escrever sobre os seus meminos e as meditações que faz nas aulas. Beijo grande um Bom 2012! E obrigada! E parabéns! Porque venceu outra resistência: a de comentar em público. ;)))

Pedro Quitério disse...

Bom Ano também para ti e a quantos chegam aqui ao teu cantinho da imensidão de éter que é a net.

Este é o texto número 128.

Que venham muitos mais que é o que todos nós leitores e fãs estamos à espera.

Abraço
Pedro

Pedro Quitério disse...

Na verdade este é o texto nº 127, com o mais recente "partida ao meio" é que perfaz o total de 128... é obra...

Quantos mais é que serão precisos para assistirmos à apresentação do primeiro livro?...

Forte abraço
PQ

Olinda Cristina disse...

Pedro, nem sabes como me emocionei por falares no número de textos que eu escrevi...é que eu não sabia. Tu sabias e eu não...Foi muito tocante para mim.

E o último texto responde à tua pergunta sobre o livro...:)))))))

Tinha saudades dos teus comentários.

Grande e forte abraço